Home Destaque Review Humans – O que define o ser humano?

Review Humans – O que define o ser humano?

humans-amc

E ae galera!!!

Hoje vamos falar de mais um série de ficção científica, Humans!

A história de Humans acontece em um mundo muito parecido com o nosso, exceto pelo fato de que a tecnologia desse mundo avançou muito no que diz respeito a robótica, o que possibilita que pessoas comuns tenham acesso a seres humanos sintéticos, que estão disponíveis para compra, com um custo inferior a um carro. Eles são basicamente usados para tarefas como atendimento ao público, empregados domésticos, funcionários de limpeza, cuidadores de idosos e uma variedade de outras coisas.

A produção da série é do Channel 4 (uma empresa do Reino Unido) e Xbox (sim a Xbox Entertainment Studios) e é baseada em uma série sueca de 2012 cujo título era Real Humans. Quando Xbox fechou os estúdios para dar inicio a produção, a AMC se envolveu.

A trama da série se passa em Londres, e mostra uma complexa realidade onde seres humanos e Sintéticos vivem lado a lado. Somos apresentados a família Hawkins,  Joe (Tom Goodman Hill), um pai de uma família tipicamente britânica, que está com sérios problemas pra cuidar de seus filhos enquanto a esposa Laura (Katherine Parkinson) está a serviço em outra cidade. Numa decisão de momento Joe, adquire uma sintética que passam a chamar de Anita (Gemma Chan) e a leva para casa para ajudar com as tarefas domésticas, mas ao decorrer da da história isso começa a criar mais dificuldades entre o casal. Há também um homem idoso chamado George Millican (vivido por William Hurt), que trata seu Sintético Odi, um modelo antigo que começa a apresentar defeitos, como um filho e aquele que pode fornecer memórias de sua falecida esposa. Há também o enigmático Leo ( Collin Morgan), que tenta proteger um grupo de sintéticos auto-consciente, e o Professor Hobb (Danny Webb) que tenta proteger a raça humana da próxima etapa evolutiva , A Singularidade, quando as máquinas se tornarão autossuficientes, conscientes e tomarão o lugar do ser humano.

Humans Humans-e1435638752923-790x425

Há muitos outros personagens que entram e saem dos episódios, apresentando uma variedade de histórias e possibilidades narrativas. Isso nos dá uma visão geral do mundo em que a história se passa, e graças as boas atuações e ao roteiro bem competente fica muito fácil mergulhar no mundo de Humans.

Uma das coisas mais legais que a ficção científica permite fazer, além dos robôs, celulares fantásticos e naves e efeitos especiais; é poder discutir questões sociais e humanas através de “parábolas” fantásticas.

A Singularidade é uma teoria da década de 1950, e é uma preocupação real no mundo de Humans.  Laura se preocupa com qual será o impacto de um sintético na vida de sua família, que isso a distancie mais da família. A filha mais velha Mattie Hawkins (Lucy Carless) se pergunta se há algum sentido na vida, quando a maioria dos postos de trabalho, mesmo que que seja um neuro cirurgião, em breve será preenchido por um sintético. Leo e George nos fazem pensar se devemos ter mais respeito pelas coisas que criamos, e qual é a linha que divide o homem e máquina.

A trama mostra como os seres-humanos são preconceituosos e cruéis com aquilo que eles consideram diferentes, em muitos momentos vemos Mattie tratando os sintéticos como “Coisas”, há outras tramas como o roubo de sintéticos para reprogramação e venda clandestina e muitos acabam caindo em casas de prostituição.

AMC_HUM_S1_PP01_ALookAtTheSeries-800x450

Aqui tem uma parte interessante, umas das sintéticas conscientes (Niska, Emily Berrington) é sequestrada junto com Anita e um terceiro (Fred, Sope Dirisu) eles são reprogramados e vendidos novamente. Anita cai na casa dos Hawkins, Fred vai para o que parece ser uma fazendo do Professor Hobb e Niska vai para uma casa de prostituição. Em um diálogo Niska diz a Léo ” Você me deixaria lá se eu fosse Humana?”, um questionamento muito profundo, ela é um ser consciente, sintético mas possuiu sentimentos, por que ela é obrigada a se submeter a uma situação de abuso sexual? Só porque não nasceu humana?

 

É por causa dos personagens ricos e as questões complexas da série, que faz Humans uma grande promessa para esse ano.

Kleber Ivo designer e desenhista. Gosta de ler, desenhar, ouvir musica, tocar baixo/guitarra, cinema. séries e adora o mundo dos quadrinhos e afins.