Home Colunas No pé do ouvido

185 12266

No pé do ouvido | 20 anos à mil

Com certeza vocês já ouviram o senso comum dizer que é preferível viver dez anos à mil do que do que mil anos a dez. Abaixo listo alguns álbuns clássicos que estão completando 20 anos e que conquistaram um lugar definitivo na história da boa música:

 

green-day-dookie-lp-12

Dookie (Green Day): o álbum que catapultou o Green Day ao estrelato é para muitos o melhor trabalho de Billy Joe e cia. Faixas como Basket Case, She e When I come around ainda batem ponto nas rádios rock mundo afora.

 

blur-parklife

Parklife (Blur): o primeiro álbum do Blur a alcançar o topo da parada britânica. Emplacou hits como Girls and boys, To the end e a faixa-título. Os dezoito anos do álbum foram comemorados com o lançamento do álbum duplo Blur: Park LIVE, o registro de um show ao vivo.

 

Unplugged_new_york

MTV unplugged in New York (Nirvana): o canto do cisne de Kurt Cobain. Para muitos (eu inclusive) o melhor registro do Nirvana. Eliminadas as camadas de sujeira e distorção dos álbuns elétricos o que se destacou foi o lirismo, senso melódico e a voz atormentada de Cobain. Álbum pra ouvir do começo ao fim, sem pular nenhuma música e ainda repetir. Tomara que a respeito do que já ocorreu com Bleach, Nevermind e In Utero, o álbum também receba edição especial.

 

Superunknown

Superunknown (Soundgarden) é o quarto álbum de estúdio do Soundgarden. Sucesso comercial e de crítica, o álbum ganhou o Grammy. “Spoonman” e “Black Hole Sun foram os grandes hits do disco, que recebeu platina quíntupla nos Estados Unidos, até hoje o maior êxito comercial do Soundgarden.

Confira essas relíquias e até daqui a quatorze dias.

39 2463

fostercd

 

O Foster the people virou hipster com o megahit Pump it up kicks, do álbum Torches (2011) cuja letra sombria que aludia aos atentados praticados por estudantes como o de Columbine fosse ofuscada pela batida dançante da canção. Agora, quase três anos depois, a banda encara o desafio do temido segundo álbum. Supermodel acaba de sair do forno e é um trabalho bastante irregular, alternando bons e maus momentos. A faixa Nevermind é fraca, tem uma terrível intenção de soar como Bossa Nova ou Acid Jazz e, pra piorar, é longa. Best friend bebe na black music, mesma fonte dos contemporâneos do MGMT, que o fazem melhor e soa muito caricata por abusar dos clichês do estilo. Goats in trees é chata, basta dizer isso.

Mas o álbum também conta com bons momentos: Are you what you wanna be é um reggae bem ao estilo do The Police. Ask yourself é uma mistura de Coldplay com Belle & Sebastian. Coming of age é totalmente anos oitenta: timbres, coro, tudo, lembra muito os Pet Shop Boys. Pseudologia fantastica lembra muito o Tears for Fears, pela presença de sintetizadores e pelos vocais em falsete, característicos de Curt Smith; Até embala mas poderia ser mais curta. As melhores faixas do álbum são a singela e cativante Fire Scape, e Tabloide super junkie, essa a mais pop de todas e provável hit. No geral o álbum sofre de uma falta de personalidade própria. Há um excesso de referências díspares que permeia todo o trabalho. Em resumo eu diria que o Foster não reprovou no teste do segundo álbum mas também não passou com louvor.

cantigas-de-roda-raimundos

Quando surgiram em meados da década de 90, os Raimundos representaram um sopro de vida no rock nacional. As letras explícitas e a sonoridade suja com pitadas de triângulo e sanfona renderam alguns neologismos: forrocore, forrock, rock calango, etc. Bastaram dois discos para que a banda se tornasse a maior banda de rock brasileira naquela década. Sucesso de público e crítica. Discos de platina, videoclipes de sucesso, dinheiro a rodo. Coincidiu com o início de meu aprendizado musical e todas as bandas em que eu tocava tinha diversas canções deles em seus repertórios: Selim, O pão da minha prima, I saw you saying, etc. No auge do sucesso e da popularidade a bomba: o vocalista Rodolfo abandona a banda. A gravadora apressa-se e lança um caça níqueis: o cd Éramos quatro. Reformulada a banda, com Digão nos vocais a banda lança Kavookavala. Mas já era tarde, o carisma de Rodolfo fazia falta e o disco não decolou.

Tudo isso pra dizer que foi com muito entusiasmo que parei para ouvir o novo álbum, Cantigas de Roda, o primeiro com músicas inéditas em quase dez anos. O álbum foi financiado por crowdfunding e arrecadou mais que o dobro do que o orçamento inicial (http://catarse.me/pt/raimundos). Sinal que a banda ainda possui um séquito fiel. Creio eu que esse séquito ficou bem desapontado com o resultado do CD. Cantigas de roda é dispensável, pra dizer o mínimo. Não faz sequer sombra aos trabalhos anteriores. Sobretudo nas letras, na maioria bem bobas. As referências à relações sexuais (“o meu volume aumentou”) soam batidas. O que Digão e cia. não perceberam é que o panorama atual é bem diferente do que há 20 anos atrás. Parte do sucesso dos Raimundos se devia ao descaramento de suas letras, que parecem infantis perto da depravação escancarada do “funk” carioca de hoje em dia. Em resumo, cantigas de roda é fraco, pouco inspirado, não acrescenta nada a discografia da banda e não supera a primeira fase (com Rodolfo nos vocais). E essa é só a minha opinião.

 

As expectativas para 2014 são elevadas com previsão de lançamentos de impacto. Adele, Foo Fighters e Beck estão entre os artistas que já prometeram novas bolachas. Resta saber se a fofinha Adele conseguirá superar a obra prima 21,  álbum de 2011 que lhe rendeu diversos prêmios. E, pelo visto o hiperativo Dave Grohl encurtou as férias e anunciou que o novo álbum do Foo Fighters já está escrito e arranjado e será gravado de um jeito não convencional. Vale lembrar que o último [Wasting Light,2011] foi gravado na garagem de sua casa em fitas de rolo analógicas. O que será que Dave irá aprontar dessa vez?

foofighters

Outro que já teve inclusive o álbum vazado antes da hora foi Bruce Springsteen. High hopes era pra ser lançado somente em fevereiro mas ficou disponível por um dia ‘acidentalmente’ no site Amazon.com. Confira a lista de lançamentos previsto para 2014 e veja se o seu artista favorito está nela e já vá economizando uns trocadinhos:

http://thefourohfive.com/page/upcoming-album-releases

13 1397

Ah, o Natal. Tempo de paz e reflexão. Tempo de fazer uma graninha com álbuns natalinos também. Abaixo uma lista de álbuns com temáticas natalinas que passam longe do tradicional Jingle bells.

Sixpence none the richer |The dawn of grace[2008]

sixpence_none_the_richer-the_dawn_of_grace-(2008)

A banda de Nashville possui 20 anos de estrada e outros cinco álbuns gravados e você provavelmente conhece o seu maior hit: a balada Kiss me. Mas antes que você acuse a banda de oportunismo, saiba que o Sixpence sempre foi uma banda de orientação cristã. The dawn of grace é um álbum bacaninha que mescla canções folclóricas tradicionais com canções autorais e um cover de River (Joni Mitchell).

Acesse o Site

 

A very special Christmas [1987-2013]

a very special christmas live

A coletânea A very special christmas é um projeto que completou 25 anos e arrecada fundos para as paraolimpíadas. Estima-se que até hoje mais de 100 milhões de dólares tenham sido arrecadados. Nos diversos volumes da coleção existem faixas cantadas por Eric Clapton, Jon Bon Jovi, Tracy Chapman e Sting, entre muitos outros. A interpretação de Chris Cornell (Soundgarden/Audioslave) para Ave Maria é de arrepiar.

Acesse o Site

 

Mr. Hankey’s Christmas Classics [2001]

Mr-Hankey-S-Christmas-Classics-2-picture

Nem o natal escapa da sátira de South Park. Em seu 46º episódio critica-se o distanciamento dos valores da data em detrimento do leitmotiv comercial. Assim como Chef Aid, o episódio ganhou trilha sonora. http://migre.me/gQSPe (álbum) http://migre.me/gQSVx (episódio).

 

 

She & Him | A very She & Him Christmas [2011]

she e him_christmas

Duo formado pela atriz/cantora Zooey Deschanel e pelo músico M. Ward. Em pouco mais de 30 minutos de duração traz releituras para clássicos natalinos.

Visite o Site

 

We Wish You a Metal Xmas and a Headbanging New Year [2011]

We_wish_you_a_metal_xmas_and_a_headbanging_new_year_us

Esse é para quem não abre mão de uma pauleira. Reúne nomes de expressão do cenário Heavy metal: Alice Cooper, DIO, Dave Grohl, Toni Iommi (Black Sabbath) entre outros.