Home Colunas How you doing?

38 3459

Foi anunciado lá nos EUA que a próxima temporada do seriado The Office será última:

 (Nooooooo, god, nooo)

Sim, Michael, todos choram ao saber que essa nona temporada vai fechar o ciclo de uma das melhores sitcoms já produzidas. Para mim, fecha meu top 3 das melhores comédias, junto com Seinfeld e Friends. Apesar de ter dito que “todos choram”, isso não é bem verdade, muitos dizem que a série acabou quando ao final da sétima temporada o grande Michael Scott deixou a gerência da Dunder Mifflin e consequentemente a série.

Michael Scott é um daqueles personagens que já estão eternizados. Quantas vezes ele fez a gente sentir aquela vergonha alheia nas suas tentativas de agradar a todos, e ser o que ele imagina que já é, o melhor chefe do mundo.

(Alguns dos melhores momentos de Michael Scott)

 

Sim, foi muito triste a saída de Steve Carrel, mas a vida continua, e convenhamos que um dos trunfos da série, além dele, era o grande numero de divertidos coadjuvantes. Cabia então aos roteiristas manter a série em alto nível, e usar toda essa gama de personagens para suprir a ausência de Michael.

E como comentei em minha coluna, sobre a oitava temporada, acho que conseguiram, a série continuou muito engraçada e uma das melhores em exibição no momento. Claro, Michael Scott faz muita falta, mas não seria diferente.

Bom, eis que prestes a iniciar a nona temporada, foi divulgada que a mesma seria a última. Sim é triste. Sim, não veremos alguns dos personagens mais divertidos da TV em todos os tempos, mas temos dois motivos para celebrar, ou até três.

O primeiro é que a série terá um fim digno. Vamos finalmente descobrir quem que está gravando tudo o que acontece no escritório e todas as pontas serão fechadas.

O segundo é que nem todos personagens terão um fim, Dwight Schrute parte para o seu spin-off chamado The Farm, aonde ele e sua família vão herdar uma fazenda e começar um novo negócio. Inclusive os personagens dessa série devem participar em algum momento dessa nova temporada.

E terceiro, mas não confirmado, Michael Scott deve voltar. Tem que voltar! Não é possível que não vá voltar para fechar com chave-de-ouro a série.

(Promo da Final Season de The Office)

A última temporada de The Office estreia lá nos EUA em 20 de setembro, e ainda não tem previsão de estreia no Brasil, aonde a série é muito mal aproveitada. Na FX está passando ainda a sétima temporada, e é muito difícil encontrar informações sobre episódios e horários em seu site. E também passa no TBS (canal 139 da Net) com o nome de Vida de Escritório e dublado (argh!), tem opção de áudio e legendas, mas passa as temporadas mais antigas, também sem informações precisas no site.

Yada, yada, yada,  uma ótima “final season” para vocês e fecho a coluna com esse vídeo que a NBC disponibilizou com uma emocionante retrospectiva da série.

441 12665

 

A série do HBO que estreou aqui no Brasil no mês passado, Girls, traz quatro garotas vivendo em Nova York, e logo todo mundo pensa: Ei, já vi isso antes em Sex and the City. Mas as coincidências param por ai. Em Girls além das garotas serem um pouco mais jovens, na faixa dos 20 anos, e estarem começando as suas carreiras profissionais logo após a faculdade, o glamour passa bem longe. Esqueçam as bolsas, os sapatos e os drinks, aqui a briga é pra arrumar um bom emprego e pagar o aluguel. Retrato de um Estados Unidos em crise, talvez.


O quarteto é formado por Hannah, interpretada por Lena Dunham, que criou a série, escreve o roteiro, é uma das produtoras executivas, protagonista, e ufa! E eu aqui reclamando que estou trabalhando muito. Aliás, por falar em produção executiva, Judd Apatow, também produz a série, sim, o diretor de O Virgem de 40 anos, Ligeiramente Grávidos e outras grandes comédias do cinema.

 Promo Legendado da série Girls.

Mas voltamos à série, as outras personagens são Marnie, colega de quarto de Hannah, Jessa e sua prima, e colega de quarto, Shoshanna.

Hannah é muito ansiosa e desorganizada, ela quer ser escritora, mas quando seus pais resolvem cortar a sua mesada ela precisa arrumar um jeito de pagar as suas contas para continuar vivendo em Nova York. E quem a ajuda é sua colega de quarto Marnie que é toda certinha e organizada, até demais, tem um namorado há muito tempo, mas nem entende mais porque eles estão juntos. Marnie é o contraste da outra amiga de Hannah,  Jessa que leva a vida sem se preocupar muito com trabalho, dinheiro, namorado e outras coisas “fúteis” da vida moderna, é quase uma hippie, inclua ai a liberdade sexual.  Já a prima de Jessa, Shoshanna, com que ela divide o quarto, é bem diferente na questão sexual, na verdade ela ainda é virgem, questão que ela não vê a hora de resolver. Shoshanna é muito confusa e atrapalhada (ok, esses termos são meio “sessão da tarde”, mas se encaixa nesse caso).  Ela é sem dúvida a personagem mais divertida da série.

A primeira temporada, que tem 10 episódios, foi bem recebida pela crítica estadunidense e já foi renovada para uma segunda temporada. Também foi indicada ao Emmy de melhor série cômica, e a multitarefa Lena Dunham ao Emmy de melhor atriz em série cômica.

Yada, yada, yada e uma boa série para vocês.

613 13200

Continuamos a nossa saga na divulgação das novas séries que estrearão na temporada 2012-2013 da TV aberta estadunidense. Vamos a mais seis sinopses e trailers, lembrando que as que tiverem maior destaque, vão ganhar mais atenção da coluna futuramente. As séries ainda não tem previsão de estreia no Brasil.

 

Mindy Kaling, a Kelly de The Office, vai deixar o seu antigo seriado para protagonizar The Mindy Project , uma série cômica que ela mesmo criou. A trama acompanha Mindy, uma ginecologista de sucesso que procura harmonia entre sua vida pessoal, profissional e amorosa. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

1600 Penn vai acompanhar uma típica e disfuncional família dos EUA – a única diferença é que eles moram na Casa Branca e o pai (Bill Pulman) é o presidente do país. Jenna Elfman vive a mãe e Primeira-Dama, com Josh GadBrittany Snow e Amara Miller como os filhos.  A série estreia nos EUA somente na midseason, entre janeiro e maio de 2013.

Já falamos aqui no How You Doing? sobre a nova série cômica que trará Matthew Perry e o produtor Scott Silveri – que trabalharam juntos em Friends. Na trama, um locutor de esportes (Perry) tenta se recuperar da perda de uma pessoa muito importante em sua vida e encontra consolo em sessões obrigatórias de terapia em grupo. A série, que terá 13 episódios em seu ano de estreia, foi o primeiro episódio-piloto a receber encomenda para a temporada 2012-2013 na TV dos EUA, e está prevista para estrear por lá entre setembro e novembro.

Guys with Kids acompanhará três caras de trinta-e-poucos-anos (Jesse BradfordZach Cregger e Anthony Anderson) que gostam das aventuras que a vida de pai os proporciona – apesar do fato de parecer que eles mesmos ainda não cresceram. A comédia terá Jimmy Fallon como produtor-executivo. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro e será exibida às quartas-feiras. Assista ao trailer:

The New Normal, a nova comédia de Ryan Murphy (GleeAmerican Horror Story) e Ali Adler(Chuck), acompanha um casal gay que pretende começar uma família e, para isso, contrata Goldie, uma garçonete com problemas de dinheiro para ser sua barriga de aluguel. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

Revolution, a nova série de suspense produzida por J.J. Abrams e Erik Kripke (Supernatural), segue uma família que luta para sobreviver em um mundo onde todas as formas de energia misteriosamente deixaram de existir. Jon Favreau (Homem de Ferro) dirigiu o episódio-piloto. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro e será exibida às segundas-feiras. Veja as primeiras imagens na galeria Revolution e assista ao trailer:

Esses foram doze pilotos que vão virar série nessa nova temporada. Alguns prometem bastante, outros têm cara de que não chegam a dez episódios. De qualquer forma é comum essas séries nos surpreenderem, tanto positivamente, quanto negativamente.

Yada, yada, yada e uma boa série, quando lançar, para vocês.

193 8650

Mais uma temporada de séries está se aproximando de começar nas TVs abertas estadunidenses e após divulgarmos quais séries foram canceladas, e quais foram renovadas, chegou a hora de falarmos das novas séries. São muitos lançamentos por isso separamos doze (pura inveja da Lista de 12 do DVD Castillo) que parecem ser os mais interessantes. Nessa primeira parte temos uma breve sinopse e o trailer em inglês de seis delas, na próxima coluna mais seis. Lembrando que o lançamento dessas séries aqui no Brasil ainda não tem previsão. Então vamos lá: 

 

Sherlock Holmes está com tudo, além da cine-série com Robert Downey Jr, e da série inglesa da BBC, Sherlock, uma nova versão estadunidense vai adaptar para Nova York a mais clássica criação de Sir Arthur Conan Doyle. Em “Elementary”, Jonny Lee Miller (Trainspotting) será o detetive, ex-consultor da Scotland Yard, que agora vive em um centro de reabilitação de Nova York. Seu principal parceiro, Dr. John Watson no original, é agora uma mulher, Dra. Joan Watson, uma ex-cirurgiã que perdeu sua licença depois da morte de uma paciente, será interpretada por Lucy Liu (As Panteras).  A série estreia nos EUA entre outubro e novembro:

 

Depois do fim de Smallville, a emissora estadunidense The CW volta a investir em uma série baseada em quadrinhos. Trata-se de Arrow, série que acompanha Oliver Queen (Stephen Amell) – o Arqueiro Verde – um bad boy reabilitado de 27 anos que, depois de sofrer um naufrágio, passa cinco anos brutais em uma ilha no sul da China e retorna para a cidade como um homem mudado: um mestre torturado e reflexivo do arco e flecha, determinado a fazer a diferença. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

 

Já foi o tempo em que os astros de Hollywood não queriam nem saber de trabalhar na televisão. Vegas é mais uma prova disso, Dennis Quaid, estrela essa série baseada na história real de Ralph Lamb um caubói de rodeio que se tornou xerife na Las Vegas dos anos 1960. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

Last Resort é uma série ambientada em um futuro próximo. O suspense acompanhará a equipe de um submarino dos EUA que, após ignorar uma ordem de disparar mísseis nucleares, refugia-se em um abrigo de escuta da OTAN. De lá, eles publicamente se declaram a menor nação nuclear do mundo, tendo em mãos 24 ogivas nucleares. Do mesmo criador de The Shield, a série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

Em The Neighbors uma família se muda para um condomínio de alto padrão em Nova Jersey, e descobrem que todos os moradores do local são alienígenas disfarçados de humanos. A série estreia nos EUA entre outubro e novembro.

Em The Following, mais um astro de Hollywood estreia como protagonista da TV. Kevin Bacon é Ryan Hardy, um ex-agente do FBI que lidera a busca a um diabólico serial killer que criou um culto de serial killers. . A série estreia nos EUA somente na midseason, entre janeiro e maio de 2013.

Na próxima coluna, mais seis pilotos que vão virar série nessa nova temporada. 

106 2834

Anger Management está próxima da estreia nos EUA, dia 28 de junho no canal FX, e a nova série de Charlie Sheen começa a investir na divulgação. Vejam dois teasers do programa, em um deles Charlie brinca com a morte de seu personagem em Two And a Half Men:

E em outro teaser, muito bem produzido, Charlie provoca um acidente de trem, e declara:  “todo mundo merece uma 24ª chance.”

 Na história Charlie é um ex-jogador de beisebol com dificuldade para controlar a sua raiva. Ele se torna terapeuta e passa a cuidar de pessoas com o mesmo problema. O elenco conta com Selma Blair (de Hellboy), Shawnee Smith, Daniela Bobadilla e Denise Richards, ex-mulher na vida real, de Charlie. Martin Sheen também fará uma participação na série, se você não sabe porque os dois tem o mesmo sobrenome, é porque não leu a Lista de 12 que fala dos DNAs talentosos.

A série ainda não tem previsão de estreia no Brasil, mas se fizer sucesso, e com o apelo de Sheen, logo deve pintar por aqui. Confira as imagens: